The Word Foundation

A

WORD

JULHO, 1906.


Direitos autorais, 1906, de HW PERCIVAL.

MOMENTOS COM AMIGOS.

Como o vegetarianismo pode impedir a concentração da mente quando o vegetarianismo foi aconselhado a fim de obter concentração?

O vegetarianismo tem sido aconselhado para um certo estágio de desenvolvimento, com o objetivo de subjugar as paixões, controlar os desejos do corpo e, assim, impedir que a mente seja agitada. Para controlar desejos, é preciso primeiro ter desejo e, para concentrar a mente, é preciso ter uma mente. A porção da mente que está encarnada no corpo, afeta esse corpo por sua presença e, por sua vez, é afetada pelo corpo. A mente e o corpo reagem um ao outro. O corpo é constituído pelo alimento bruto absorvido pelo corpo e serve como pano de fundo ou alavanca para a mente. O corpo é a resistência com a qual a mente trabalha e se torna forte. Se o corpo é um corpo vegetal em vez de um corpo animal, ele reagirá à mente de acordo com sua natureza e a mente será incapaz de encontrar o poder de resistência ou a alavancagem necessária para trabalhar e desenvolver sua força e faculdades. Um corpo que se alimenta de mingau e leite não pode refletir a força da mente. A mente que age sobre um corpo edificado com leite e vegetais fica descontente, irritável, melancólica, pessimista e sensível à maldade do mundo, porque carece do poder de sustentar e dominar, que poder um corpo forte daria.

A ingestão de vegetais enfraquece os desejos, é verdade, mas não controla os desejos. O corpo é apenas um animal, a mente deve usá-lo como animal. Ao controlar um animal, o proprietário não o enfraqueceria, mas, para obter o máximo proveito dele, o manteria e em bom treinamento. Primeiro pegue seu animal forte e depois controle-o. Quando o corpo do animal está enfraquecido, a mente não consegue compreendê-lo através do sistema nervoso. Aqueles que sabem aconselharam o vegetarianismo apenas para aqueles que já tinham um corpo forte e saudável e um cérebro saudável e, somente então, quando o aluno pôde se ausentar gradualmente de pessoas densamente povoadas. centros.

HW Percival